• Transforme sonhos em realidade!

    frechal sonhosEstamos entrando numa época do ano em que tudo vai se intensificar: o estresse, o ritmo de trabalho, o cansaço, os gastos, os desejos de compra, a espera pelo 13° salário e pelas férias. Mas algo muito importante também vai ocorrer. Esta explosão de situações e emoções do fim de ano favorece o sonhar, seja por que se está cansado da vida antiga ou porque se quer aproveitar o início de um novo ciclo, que culturalmente associamos com um ano novo.

    Especialistas em coaching afirmam que para ser feliz e alcançar objetivos na vida, começa-se com um sonho, um desejo intenso de vida nova, de oportunidades. E este também pode ser um momento ímpar para se pensar nas oportunidades geradas ao se investir no mercado imobiliário.

    Há algum tempo, falava-se em investir em ouro, hoje ninguém mais ouve isso. Recentemente, a poupança deixou de ser atraente, mas comprar imóvel sempre foi um bom investimento.

    São diversas as possibilidades de aplicação. Quem comprar um apartamento ou sala comercial para alugar, pode ter certeza de que são ativos reais e seguros para se obter lucro.

    Aplicar dinheiro em imóveis é, no momento, a opção mais indicada para quem não quer se arriscar no mercado de capitais.

    Pode-se optar pela aquisição de um apartamento pronto para ser alugado ou um na planta, que conta com maiores vantagens de parcelamento das construtoras — sem falar que o lucro em negócios com esses tipos de apartamento deixa de ser da construtora e passa a ser dos compradores —, lotes, casas que estão sendo leiloadas, entre outros.

    Vale lembrar que cada tipo de investimento precisa de uma abordagem. Exemplo disso são os imóveis leiloados, que não podem ser comprados sem uma boa assessoria jurídica.
     

    Então comece a sonhar, a pensar como quer investir, o que isso representa para você, como isso pode contribuir para ser mais feliz, quais os benefícios que este tipo de aplicação pode trazer e qual tipo de investimento imobiliário é melhor para o seu perfil.

    Fonte: Pense Imóveis Classisanta – 26.11.2013 | Coluna: Soraia Vasselai

  • Comprar imóveis para alugar ou investir

    frechal aluguelHoje explicaremos os tipos de investimentos possíveis para arregaçar as mangas e começar a ganhar dinheiro com alugueis. Se você tem um imóvel em uma região bem movimentada, dá para utiliza-lo total ou parcialmente, transformando-o em uma ou mais salas comerciais.

    Dependendo do local, basta fazer uma pequena reforma, separar (de forma inteligente os espaços) e anunciar a intenção de locação. Considere a possibilidade de alugar o imóvel deixando por conta do novo inquilino a reforma.

    Aproveite as oportunidades. Um imóvel reformado vai valorizar o bem, mesmo que só se tenha lucro a médio ou longo prazo. Aproveite para treinar capacidades de negociação. Uma ótima oportunidade que cidades como Blumenau oferecem é de comprar um apartamento ou sala comercial exclusivamente para locação.

    O investimento em um imóvel pronto é um pouco maior, porque o bem possui maior valor agregado, mas ao menos você não tem o estresse de lidar com o acabamento — que pode ser um exercício cansativo para algumas pessoas.

    Nesse caso há ainda outras vantagens, como poder alugar imediatamente o imóvel e com o aluguel ajudar a pagar as parcelas do financiamento. Mas é preciso ter cuidados. Tenha em mente que é necessário ter certeza de que você pode pagar sozinho o financiamento. O aluguel seria um alívio para as contas no final do mês. Caso contrário, o tiro pode sair pela culatra.

    Outra possibilidade é a compra de um apartamento na planta. O preço final que você pagará será menor do que a primeira opção, mas esse tipo de aplicação exige mais paciência para se esperar até o término da construção, fazer o acabamento e aí sim alugar. O bom é que além da economia e da possibilidade de se investir direto com a construtora, você poderá planejar o acabamento para ir ao encontro do tipo de inquilino que você deseja ter. Essa opção também tem outras vantagens, como a valorização do apartamento para a venda depois de pronto, caso você desista da locação.

    Também são necessárias precauções e reservas financeiras para evitar dor de cabeça. Ter o dinheiro de no mínimo três meses de prestações guardado é muito importante. De seis meses, melhor. Considerado esse fator, bons sonhos e bons planos.

    Fonte: Pense Imóveis Classisanta - 19.11.2013 | Coluna: Soraia Vasselai

  • A hora e a vez dos compactos!

    Modelo apto Magnus - Solteiro - FRECHALVocê já viu ou ouviu falar de apartamentos de 40 metros quadrados ou menores?

    Essa é a nova tendência do mercado para solteiros (singles), pessoas na terceira idade ou casais que optam por não ter filhos. Até algum tempo atrás, para algumas pessoas, apartamentos compactos era coisa de japonês, coisa de um país com grande densidade populacional e pequena área para construção. Mas cidades como São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba, Florianópolis e mesmo o Centro de Blumenau chegaram neste ponto em que os terrenos para construir diminuíram, ficaram mais escassos e mais caros.

    No momento da construção civil e do desenvolvimento urbano e humano que vivemos, um espaço útil e bem planejado pode melhorar a qualidade de vida e favorecer os relacionamentos em um ambiente com maiores áreas sociais dentro dos prédios. É justamente isso que os apartamentos compactos proporcionam, tornando-se super atrativos.

    A verticalização urbana facilita a mobilidade, principalmente em regiões centrais, possibilitando o ir e vir sem a necessidade de um carro ou do uso de transporte público. Estimula e valoriza o comércio de bairro, sem falar na maior ocupação das ruas durante a noite, aumentando, também, a segurança.

    Ao visitar apartamentos decorados pelas construtoras, ficamos entusiasmados com a beleza e o aproveitamento dos espaços que os arquitetos conseguem criar. Para morar em um apartamento compacto tem-se que mudar um pouco a rotina e otimizar o uso dos espaços e das coisas que temos, mas cabe tudo, desde a geladeira, até a TV de tela plana. Viver em um apartamento compacto é unir conforto, praticidade, beleza e mobilidade urbana.

    Metragem mínima

    As cidades têm regulamentação para metragens mínimas em edificações. Em Curitiba, o menor espaço autorizado para os cômodos em casas ou apartamentos de uso residencial é de 1,5 metro quadrado para o banheiro; 4 metros quadrados para a cozinha e 8 metros quadrados para a sala. A metragem mínima do primeiro quarto, normatizada pela ABNT, é de 9 metros quadrado e os demais dormitórios, se existirem, precisam ter pelo menos 6 metros quadrados. Em Blumenau, não existe metragem mínima para edificações, prevalecendo o bom senso de cada incorporador.

    Fonte: Pense Imóveis Classisanta - 22.10.2013 | Coluna: Soraia Vasselai

    Imagem: Modelo de apartamento para solteiro - Empreendimento: Magnus Park Residencial (3Q - 74 m²)

  • Aprenda a avaliar o seu imóvel

    Auxílio de corretores imobiliários é fundamental para a definição correta do preço!
     

    frechalPara avaliar o preço do imóvel existem várias soluções. Às vezes, o proprietário não deseja colocar o imóvel à venda e, apenas por curiosidade, anseia saber qual é o valor do seu bem. Em outros casos, quando o dono do imóvel realmente pretende negociá-lo, é preciso avaliar com maior precisão o valor — e para isso podem ser utilizadas várias ferramentas.

    — Para quem precisa definir o valor do imóvel com o objetivo de vendê-lo, a melhor opção é a consulta com um corretor de imóveis — explica Carlos Samuel de Oliveira Freitas, advogado e diretor de condomínios e jurídico da Imobiliária Primar Administradora de Bens, do Rio de Janeiro.

    O especialista comenta que quando o imóvel é colocado à venda em uma imobiliária, normalmente ela mesma faz essa avaliação sem cobrar nada por isso, porém, se o proprietário quiser consultar um corretor apenas para isso, ele cobrará um valor à parte pelo serviço. Outros profissionais que podem definir valores para imóveis são engenheiros e arquitetos, mas, segundo Freitas, a consulta a corretores é fundamental. Isso porque esses profissionais estão mais envolvidos com o mercado imobiliário da região.

     
    Sites especializados ajudam a dar uma estimativa de valor
     

    Invariavelmente, engenheiros e arquitetos que fornecerem pareceres devem, antes de chegar a qualquer conclusão, consultar um corretor. Para aqueles que desejam apenas ter uma ideia de quanto está valendo o imóvel, Freitas sugere que seja feita uma busca pela internet em sites especializados. Alguns deles, como o “Quanto Vale meu Apê?” e o "123i”, apresentam ferramentas que permitem ao usuário encontrar estimativas sobre o valor do seu imóvel ou de imóveis parecidos em um mesmo bairro.

    Outra solução é pesquisar os preços de imóveis parecidos à venda em endereços próximos que podem ajudar os proprietários terem ideia do valor do seu imóvel.

    — O ideal é verificar ofertas de apartamentos do mesmo tamanho em edifícios com idade semelhante e padrão arquitetônico parecido — diz Freitas.

    A melhor referência pode ser encontrada no seu próprio edifício, de acordo com valores praticados em vendas recentes. Porém, Freitas explica que o valor de um imóvel muda de acordo com alguns critérios:

    — A localização, o tamanho do imóvel e seu estado de conservação, a área de lazer do condomínio e fatores mercadológicos sempre são fatores influenciáveis na oferta e procura dos imóveis — comenta.

    Fonte: Pense Imóveis Classisanta – 10.09.2013